metodo
Muito se critica a preocupação com o conteúdo escolhido na educação. Muitos afirmam serem mais importantes as formas de ensinar, ou seja, a metodologia. Exemplificando, poderíamos pensar em um determinado professor que utiliza materiais retirados da internet para seu curso a distância, envolvendo seus alunos em várias discussões em um blog criado para a disciplina. Nesse caso, o que determina o sucesso desse curso? O material já existia antes e, ocasionalmente, os alunos poderiam chegar a ele, mas talvez não à discussão proporcionada no blog. Um outro exemplo: a construção de um wiki (por um grupo de pesquisa) com a terminologia de determinada teoria para ser usado em uma disciplina. O wiki em si garante o sucesso da disciplina?

Mesmo que o sucesso de um curso não dependa apenas desses fatores, são eles importantes e, por isso, constantes nas discussões pedagógicas. O que acontece é que muitas vezes privilegiamos um em detrimento do outro, o que acontece sem muita consciência.

Eu acredito que não há UMA solução, mas arriscaria afirmar que existem VÁRIAS. O que pretendo com essa afirmação é defender a multiplicidade no ensino: vários conteúdos e vários métodos de modo a atender a maioria dos alunos. O sucesso em determinados momentos pode ser analisado para a compreensão das causas e efeitos, e assim aperfeiçoamento do curso. Mesmo que pareça a defesa de um curso “colcha de retalhos”, não é, pois o bom professor sabe exatamente o que atende seus objetivos e as formas de combinar os recursos. O que acontece muitas vezes é o método e o conteúdo já se autodeterminarem, o que mostra a experiência também.

Por: Daniervelin Pereira (2010, atualizado em 2016).

Licença Creative Commons
Conteúdo ou metodologia de REALPTL está licenciado com uma Licença Creative Commons – Atribuição 4.0 Internacional.